Cuidados com a pele oleosa (parte 2)

 
Cuidados com a pele oleosa (parte 2)
 
Escrito Por: Nyle Ferrari

 
 
Dando continuidade à primeira parte do guia sobre cuidados com a pele oleosa, hoje o post será sobre protetor solar, esfoliação e máscaras faciais. Quem perdeu o começo do guia, vale a pena dar uma olhada para não ficar perdida(o)!
 
Photobucket
 
Acho que não é novidade para ninguém que o protetor solar é um dos produtos mais importantes na rotina de cuidados faciais de qualquer pessoa. Ele nos protege das radiações infravermelhas (responsáveis pela sensação de calor e desidratação da pele durante a exposição ao sol), UVA (contribuem para o envelhecimento precoce da pele, induzido pela exposição solar prolongada) e UVB (em excesso causam queimadura solar, envelhecimento precoce e câncer de pele).
 
Assim como acontece no caso dos hidratantes, quem tem pele oleosa fica com receio de usar protetor solar, tem medo que ele “mele” a pele e agrave a oleosidade, então para ajudar a evitar esse problema, opte por produtos livres de óleo na composição (oil-free), textura bem leve e que tenham a promessa de “toque seco”. Vale lembrar que no caso específico de quem tem pele oleosa e acneica, o uso do protetor é ainda mais importante, pois como os produtos levam ácido na composição, a exposição ao sol sem protetor pode ocasionar manchas na pele.
 
 
Photobucket
 
Embora não seja um cuidado diário (na maioria das vezes), esfoliar a pele é imprescindível. A esfoliação elimina o excesso de oleosidade, impurezas, células mortas e permite que a pele se renove, ficando mais uniforme e lisa.
O tamanho das “partículas” esfoliantes interfere em alguma coisa?
Sim, lógico. O tamanho das partículas do esfoliante vai definir o quão abrasivo ele é, ou seja, o quanto ele vai esfoliar a pele. Na maioria das vezes, partículas esfoliantes maiores esfoliam mais e partículas menores esfoliam menos.
Pessoas de pele sensível ou pele delicada (como a minha) devem optar por esfoliantes de partículas pequenas, pois elas não vão machucar a pele. Pessoas de pele normal ou um pouco mais “grossa” já aguentam esfoliantes com partículas maiores, que esfoliam com mais intensidade.
Quantas vezes devo esfoliar a minha pele?
Geralmente, a esfoliação deve ser feita de 1 a 2 vezes por semana, mas isso vai de cada tipo de pele. Peles delicadas geralmente aguentam 1 esfoliação por semana só (e com produtos menos abrasivos, como já falei), mais do que isso a pele já fica bem irritada e mais oleosa que o normal.
Obs: se você tem interesse em produtos de esfoliação diária, não inicie o uso sem antes consultar um dermatologista. Se ele indicou, tudo bem, se não foi por indicação, consulte-o.
Como eu sei que estou exagerando na esfoliação?
A pele pode ficar irritada, vermelha, “descamar”, ficar mais oleosa que o normal e, na maioria das vezes, ficar mais grossa e áspera (exatamente o contrário do que você deseja), por isso é tão importante não exagerar na dose: 1 a 2 vezes por semana está de bom tamanho.
Como devo esfoliar minha pele?
Coloque um pouco do produto na ponta dos dedos e vá aplicando em todo o rosto (exceto boca e olhos), fazendo movimentos circulares (cerca de 10 segundos em cada região do rosto) e bem suaves, nunca com força. Uma boa opção é fazer a esfoliação enquanto você estiver no banho, pois o vapor quente do chuveiro por si só já abre os poros e facilita o trabalho do esfoliante.
O que eu passo na pele antes da esfoliação?
Como a esfoliação por si só já vai limpar profundamente a pele, você não precisa fazer uma limpeza pesada antes e muito menos depois do processo, então dê preferência para produtos suaves. Antes de começar a esfoliar, lave o rosto com um sabonete suave (se você não tiver nenhum, sabonete de bebê serve), retire o produto e com o rosto ainda úmido aplique o esfoliante.
Opção de sabonete: o sabonete suave que eu uso antes da esfoliação é o Limpeza Facial Floral da Ikove. A fórmula dele é extremamente suave, pode ser usada em quem tem pele sensível. Por não possuir lauril sulfato – que é responsável por fazer “espuma” nos produtos, mas pode causar alergia – ele não faz espuma, então caso alguém não goste de produtos assim, é melhor escolher outro.
O que eu passo na pele depois da esfoliação?
Aplique um tônico facial bem suave para equilibrá-la e além de tonificar, hidrate e proteja a pele normalmente. Se você achar melhor, aplique o adstringente depois da esfoliação, mas eu, particularmente, acho desnecessário, pois a pele já foi limpada profundamente.
Opção de tônico suave: eu uso a Loção Tônica de Acaí, da marca Arte dos Aromas. Ela é bem suave, não resseca e nem deixa a pele oleosa, tem um cheiro agradável e tonifica a pele sem interferir negativamente em nada (só demora um pouco para secar, mas não chega a ser nada absurdo).
Nos dias em que eu for esfoliar a pele, qual será a sequência das etapas de limpeza?
Limpeza (com sabonete líquido suave), esfoliação, tonificação (com tônico suave), hidratação e proteção (filtro solar).
Tenho pele com acne, posso esfoliar a pele?
Pode, mas tome cuidado: se as espinhas estiverem muito inflamadas, a esfoliação pode machucar, então passe um gel secante ou qualquer pomadinha para tirar a inflamação e quando elas estiverem melhores você esfolia a pele.
 
 
Copyright © 2014 Inspire-se