Sacolas plásticas:de onde vêm,para onde vão- Matéria Planeta Sustentável

Pegar sacolinhas em qualquer compra virou se tornou um hábito para muita gente. O que a maioria desconhece é o impacto que elas podem causar ao meio ambiente e, consequentemente, na vida das pessoas e dos animais. Agora, pare para pensar e responda: é realmente necessário usar tanta sacola plástica?
Mônica Nunes/Ana Luíza Vastag  Planeta Sustentável- 08/08/2011
 
 
Muitas vezes sem saber, ao fazermos compras no supermercado, na padaria, na livraria, na loja de brinquedos, na farmácia... e guardarmos tudo - seja de que tamanho ou quantidade for - em sacolas plásticas, estamos contribuindo para as enchentes ou, ainda, para a poluição das águas e a morte dos animais que vivem nos oceanos. E este é apenas um dos problemas que essa prática pode gerar.

Usar sacolas plásticas para carregar qualquer compra virou um hábito ou, mesmo, um vício. Por isso que mais de um bilhão de sacolas são usadas por mês só no Brasil! Vc sabia disso?

Para entender de um jeito muito fácil como isso funciona, o site Akatu Mirim*, do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente, criou uma animação superbacana. Dá pra entender, direitinho, como são feitas e para onde vão quando jogadas no lixo.

Para você ter ideia da gravidade, basta dizer que a sua produção depende de muitos recursos naturais como petróleo, água e energia. E que, quando as utilizamos de forma errada e com desperdício, acabam indo parar nos aterros sanitários, onde demoram anos e anos para se decompor. Se são jogadas nas ruas, entopem bueiros, causando enchentes e poluição.

Por tudo isso, é muito melhor levar sacolas retornáveis para as compras. Não custa levar uma na mochila, né? E a família toda pode colaborar. Se você esquecer a sua, verifique se dá pra colocar o que comprou direito na mochila ou levar na mão. Se não, use a sacola plástica, mas procure pegar o suficiente, sem exageros, ok? Ainda é legal lembrar que muitas sacolas podem ser recicladas e resultar em matéria-prima para outros produtos.
Copyright © 2014 Inspire-se